Outros Papos, Testamos (e Aprovamos?), Toronto

10 dicas de como comemorar o Valentine’s Day em Toronto, como um local

Quem sabe este ano o sapo vira principe? Este, do Dollarama, acende e só custa três dólares. (foto: Alessandra Cayley)

Me diverti para preparar este post, que demorou mas saiu! Comecei tirando algumas fotos em dois dos meus lugares favoritos: uma loja da livraria Indigo e em um dollar store, o Dollarama. No primeiro, fui sozinha; na loja de um dólar, levei a Alicia. Ela A-MA ir fazer compras lá. Filho de peixe…

Presentes para todos os “Valentines” da sua lista, no Dollarama. A Alicia não sabia o que pegava primeiro! (Fotos: Alessandra Cayley)

Em ambas, encontrei ótimos presentes e decorações para o Dia dos Namorados que, por aqui, é comemorado no dia 14 de fevereiro, dia de São Valentim (por isso a data é chamada de Valentine’s Day).

Canecas! As primeiras, comprei para mim e para meu marido, e a do meio, me dei de presente! Pensando em voltar para pegar a de joaninha….(Fotos: Alessandra Cayley)

A correlação da data com o santo é muito controversa. As lendas mais populares na Internet contam que São Valentim foi um padre que viveu na época do império romano, século 3, e casava cristãos em segredo, mesmo depois de a prática do matrimônio ter sido proibida pelo imperador da época, Claudius II. O monarca acreditava que solteiros dariam melhores soldados do que homens casados e com filhos.

Descoberto, São Valentim foi preso e condenado à morte. Durante o confinamento, ele teria se apaixonado pela filha do carcereiro, que era cega. Às vésperas de sua morte, a menina teria escrito uma cartinha para ele, terminando-a com “My Valentine“. E teria se curado da cegueira pelo sacerdote assim que entregou a mensagem.

Uma outra versão conta que São Valentim foi preso por Claudius II pelo mesmo motivo, mas as cartinhas que recebia eram de crianças que as jogavam em sua cela, porque gostavam muito do padre.

Eu fico com a primeira, mais romântica…

Além do Canadá, todos os países da América do Norte e vários ao redor do mundo comemoram o Dia dos Namorados no dia 14 de fevereiro, como Itália, Austrália, Índia, Japão e Alemanha.

Por aqui, é comum de a criançada e até adultos (colegas de trabalho, por exemplo) trocarem cartões neste dia, não necessariamente, casais. Minha filha acordou cedo para preparar os dos amiguinhos da creche.

Alicia, “super ocupada”, como ela mesma disse, arrumando os cartões de Valentine’s Day para os amiguinhos da escola (Foto: arquivo pessoal)

Abaixo, dez dicas de como comemorar o Dia de São Valentim em Toronto, como um local. Tem opção para todo tipo de bolso, amor, estilo e dieta:

1) Distrito da Destilaria

Quem diria que uma das maiores destilarias do século 19 iria se transformar num dos lugares mais românticos de Toronto. Apesar de ter sido considerado local histórico, o belíssimo complexo de 47 prédios em estilo vitoriano da então Gooderham & Worts Distillery ficou abandonado por anos, depois de encerrar atividades em 1990. Em 2003, com investimento privado, foi restaurado, ganhando vida nova, agora como complexo de entretenimento. Abriga restaurantes, cafés, butiques e várias galerias de arte.

Vale reservar uma tarde inteira para conhecê-lo e apreciar sua arquitetura, fantasticamente preservada.

Neste ano, até o dia 12 de março, rola por lá o primeiro Toronto Fest Light, que eu já falei, aqui.. É incrível, tem que ir conferir. E o melhor, de graça. De segunda a quarta-feira, das 8h às 22h; de quinta à sábado, das 8h às 23h. 9 Trinity Street; thedistillerydistrict.comwww.torontolightfest.com

Algumas das instalações do Toronto Light Fest, no Distrito da Destilaria (Fotos: Alessandra Cayley)

Oportunidade de arrasar: está pensando em propor casamento? Lugar perfeito! Na frente da chocolateria Cacao 70  está a escultura em forma de coração, marco do distrito. Depois de um chocolatinho quente, vai dar uma voltinha e surpreenda a amada, ajoelhando-se na frente do coração e dizendo: “Would you marry me?” (“Quer se casar comigo?”). Só não esquece as alianças e não enrola, porque periga de os dois sofrerem hipotermia.

Escultura em forma de coração e “Love” feito de cadeados. O LUGAR para romance! (Fotos: Instagram Distrito da Destilaria)

Perdeu a chance? Continue andando até encontrar a palavra “Love” (a caminho para outra chocolateria, a SOMA), feita de cadeados deixados por casais apaixonados, como acontece na ponte Pont des Arts, em Paris. De novo: abaixa, ajoelha e manda o pedido. E torce para receber um “Yes!”

2) Peças da Broadway

Muita gente não sabe que Toronto recebe espetáculos da Broadway, em teatros tão bons (ou melhores) dos que os de lá (sorry, NY, eu te amo de paixão, mas tenho que ser honesta). Para quem gosta de musicais, o premiado Cabaret estréia bem no Dia dos Namorados, 14 de fevereiro, no luxuoso teatro Princess of Wales. De 14 a 19 de fevereiro. 300 King Street West, www.mirvish.com, metrô St. Andrew.

Teatro Princess of Wales (Foto: website)

3) Torre CN

Estando em Toronto, tem que ir na Torre CN. Se mora aqui, também tem que ir. Esquece que a torre deixou de ser a mais alta do mundo (foi desbancada pelo complexo Burj Khalifa, em Dubai, com 829,8 metros de altura). Ela ainda impressiona, com seus 553,3 metros e é a queridinha dos torontonianos, com razão.

Torre CN, está para os torontonianos como a torre Eiffel está para os pariesenses (Foto: Alessandra Cayley)

Para mim, subir na torre é dar uma parada no tempo, silenciar o barulho da cidade, poder contemplá-la sem estar nela, de um ângulo privilegiado. É estudar suas linhas e tentar alcançar, com os olhos, o seu fim. Espiar o que acontece lá embaixo, numa inversão divertida de proporções, com pessoas virando formiguinhas, de tão pequenas, e prédios enormes, agora do tamanho de uma peça de Lego.

Nem precisava, mas a Torre CN hospeda um dos melhores restaurantes da cidade, o 360 Restaurant, chamado assim porque faz um giro de 360 graus ao redor da torre. Enquanto você saboreia sua refeição, acompanhada de um dos 9.000 vinhos que a adega suspensa do lugar abriga, veja a cidade passando, devagarinho, pela janela. Não se assuste, não foi o vinho que subiu. Está tudo virando, mesmo. Mas é bem tranquilo, nem dá para sentir.

O restaurante giratório 360, no alto da torre CN (Foto: website Torre CN)

Foi lá que eu tomei um dos melhores vinhos da minha vida (e um dos mais baratos da cartela de vinhos deles): o Riesling alemão, Darting. Não muito doce, levemente mineralizado, fácil de tomar, difícil de esquecer.

O restaurante oferece cardápio a la carte ou preço fixo, com opção de dois ou três pratos, no almoço a $56 e $69 e no jantar a $65 e $79 dólares, respectivamente. Quem optar por preço fixo, não paga ingresso para subir na torre. Outra oportunidade de propor em estilo. 301 Front Street West,, www.cntower.ca, metrô Union.

4) Old Mill Toronto Hotel & Spa

Fã do Elvis? O hotel e spa Old Mill Toronto vai ter jantar dançante, sábado, dia 11 de fevereiro, com cover do Elvis Presley. $99 dólares (mais impostos e gorjeta). Das 18h às 23:45h. 21 Old Mill Road, www.oldmilltoronto.com, metrô Old Mill.

Não sei se o show é bom, mas a comida do lugar é fantástica. E a propriedade, por si só, vale a visita, nem parece que estamos a dez estações de metrô do centro de Toronto. Se decidir esticar e passar a noite, aproveite o spa cinco-estrelas do lugar.

Jardins do hotel e spa Old Mill Toronto (foto: website)

5) Hotel Fairmont Royal York

Por falar em passar a noite, o icônico hotel Fairmont Royal York, cheio de pompa e história, oferece um pacote especial para o Dia dos Namorados, com direito a tratamento real: de champanhe Veuve Clicquot Brut e morangos com cobertura de chocolate na entrada a café da manhã na cama e check-out às 3 da tarde. De 24 de janeiro a 14 de fevereiro, a partir de $399 por noite, mais taxas e impostos. 100 Front Street West, www.fairmont.com, metrô Union.

Foto: Alessandra Cayley

6) Loja de um dólar Dollarama

Se o amor é enorme quanto o buraco na conta corrente, apele para um DIY (Do It Yourself ou Faça Você Mesmo). Passe em qualquer Dollarama da cidade, encha o carrinho de quinquilharias românticas e decore o seu ninho de amor. Se tiver filhos, eles vão amar participar das compras e da decoração. A Alicia adorou! www.dollarama.com

Faltou imaginação? Chocolate sempre agrada e estes, a menos de três dólares, vai agradar a quem dá e a quem recebe. (Fotos: Alessandra Cayley)

7) Livraria Indigo

A rede de livrarias mais cool da cidade, Indigo, também está cheia de amor para dar, quer dizer, vender. Tudo bem que ela é meio careira, mas já está liquidando estoque para a data. Aproveite. www.chapters.indigo.ca

Olha que ideia legal: livro de colorir em comemoração aos 150 anos de Canadá (Foto: Alessandra Cayley)
Ensinando o amor aos livros para a criançada. Eu sou esta, aí: Hug Machine (Máquina de Abraço)!

8) AGO (Art Gallery of Ontario)

Outro jeito super bacana de comemorar é passar umas horas na galeria de arte de Ontario (AGO), um exemplo de arte-arquitetura. Vários pacotes e eventos foram preparados para o Dia dos Namorados.

Entrada da Art Gallery of Ontario, projeto do arquiteto-estrela Frank Gehry (Foto: By John – JOH_7977, CC BY-SA 2.0, Wikipedia)

Aqui, alguns: AGO Valentine’s Experience Package: CDN$ 110 para duas pessoas, com direito a dois ingressos para a galeria e dois vouchers de $50: um para ser gasto na loja de souvenires shopAGO e outro, no restaurante anexo, FRANK.

Paixão por compaixão – no domingo, dia 12 de fevereiro, em parceria com a organização International Community of Women Living with HIV (Comunidade Internacional de Mulheres Vivendo com HIV) quem visitar a galeria poderá fazer seus próprios cartões para o Dia dos Namorados, que poderão ser levados para casa ou enviados à mulheres com o vírus da AIDS pelo mundo.  317 Dundas Street West, www.ago.net, metrô St. Patrick.

9) Loja The Imperative

Foto: The Imperative – Instagram

Estou doida para ir nesta loja, que fica na área mais descolada da Queen Street West, conhecida como WQW (West Queen West). Imagine um lugar transado, com produtos de qualidade e design fora-da-caixinha: maquiagem, cosméticos, moda, móveis, papelaria, acessórios, e tudo vegano. Tudo mesmo, até camisinha, acredita? 1332 Queen Street West, www.instagram.com

10) Exibição de arte IceBreakers

Agasalhe-se bem e vá conferir a exibição temporária de arte IceBreakers, com cinco esculturas gigantes e interativas, instaladas por toda a extensão da Queens Way West, no Waterfront, área do calçadão ao redor do lago, na cidade. Em exposição até o dia 26 de fevereiro, já virou o ponto alto para selfies. www.waterfrontbia.com

Golden Hand, parte do projeto Icebreakers. (Foto: Waterfront BIA – Instagram)

Espero que tenham gostado das dicas. Me contem, depois, como foi a comemoração! 😉

 

Leave a Reply

Required fields are marked*