Outros Papos, Primeira vez, Testamos (e Aprovamos?), Toronto

Ano Novo em Toronto: sem praia, com frio, mas ainda de branco!

Réveillon de 2015, City Hall, Toronto. Foto: www.citynews.ca

Adoro clima de pré-Ano Novo! A ideia de poder começar de novo, fazer certo desta vez, ter outra chance, um ano novinho em folha, como material escolar antes de começar as aulas. Delícia. Nota dez para quem inventou esta estória.

Por aqui também tem festa da virada, mas é uma coisa bem mais contida, menos faraônica do que as nossas aí no Brasil, mas ainda um espetáculo.

O maior Réveillon de Toronto acontece na frente do City Hall (prefeitura), um ponto bem turístico, a passos do shopping Eaton Centre. Bandas locais animam a festa, que termina com contagem regressiva e queima de fogos de artifício.

Mas, lembre-se: aqui é inverno! Nada de vestidinho branco, perna de fora e querer pular ondinha no lago, já pensou? Com termômetros registrando temperaturas negativas e neve para tudo quanto é lado, vista-se de acordo: com muita roupa para não passar frio.

Eu ainda me lembro da minha primeira virada do ano por aqui, em 2003. Lá fui eu para o City Hall, com minha jaquetinha nova, BRANCA, calça, blusa, tudo branco, como manda o figurino. Chego lá e me deparo com aquele mar de gente de roupa preta. Me senti a própria mocinha do comercial do sabonete Vinólia, quem lembra?! Por que preto? Pela praticidade da cor, porque a jaqueta será usada todos os dias, por meses a fio.

Meu primeiro fim de ano, em Toronto. Olha a calça da figura! E de pescoço de fora. Não faça como eu! Peguei uma gripe tremenda!

Ainda me visto de branco para a passagem de ano, mas nunca mais fui assistir os fogos lá na prefeitura. Quer dizer, tentei, uns três anos atrás, eu e meu marido, mas desistimos, faltando uns dez minutos para a meia-noite. Frio do caramba. Fomos tomar chocolate quente!

Apesar do frio, vale a pena conferir, para quem mora aqui e nunca foi ou para quem está de passagem por Toronto. Se não para a virada, ao menos pelo cenário de filme de Hollywood em que aquele pedaço se transforma, nessa época do ano.

Para mim, o ponto alto da festa não é a queima de fogos mas a pista de patinação no gelo que funciona por lá, durante o todo o inverno, e neste dia também. A multidão de adultos e crianças, de todas as raças e cores, patinando noite afora, embalada pela música e envolvida numa coreografia natural, imposta pelo fluxo e os limites da pista. Clima descontraído, de paz.

Réveillon de 2014, ainda sem o letreiro TORONTO. Foto: www.durhamradionews.com
Dias atrás, agora com letreiro. Pista limpinha, gelo sendo alisado e os patinadores aguardando, pacientes, às margens. Foto: Alessandra Cayley

Ao fundo, as linhas modernas do prédio da prefeitura atual, um belíssimo contraste com a pompa da antiga (agora, tribunal de justiça), ao lado, em estilo colonial, fundo perfeito para foto de casamento para quem se casa na prefeitura (como eu!).

Num dos lados da pista, o letreiro da palavra TORONTO nos lembra que estamos na maior metrópole do Canadá, mas que ainda consegue passar este sentimento de tranquilidade aos seus moradores e visitantes.

Que continue assim em 2017 e em todos os outros anos que virão.

FELIZ ANO NOVO!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leave a Reply

Required fields are marked*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.