Outros Papos

Café da manhã de Valentine’s Day da família “Doriana”

Happy Valentine’s Day pessoal! Hoje comemora-se o Dia dos Namorados na América do Norte, o equivalente ao Dia dos Namorados no Brasil. Mas não acho muito correto equiparar esta data àquela. A daqui é mais inclusiva: as crianças trocam cartões nas escolas, os pais trocam com os filhos, não há aquele apelo ao amor de namorados, per se. Sei lá, gosto mais assim, é uma pegada mais leve.

Então, pra comemorar, no café da manhã tivemos mini-panqueca cor de rosa, com amoras orgânicas e morangos (também orgânicos) cortados em forma de coração. As panquecas, ajeitadinhas em pilha e seguras com palitinho com um coração de papel como enfeite. Tudo em tons de vermelho, rosa e branco. Também teve leite cor de rosa com canudo (de papel, claro) em tons pastéis de rosa e branco. Ah, e a palavra LOVE escrita por mim, com massa de panqueca!

Enquanto eu preparava a mesa, meu marido foi acordar nossa filha. Antes de comer, houve trocas de cartões e um bichinho de pelúcia para a Alicia.

Tudo tão perfeito! Fala se não dá pra gente fazer comercial de margarina? E deve ter gente se perguntando: “Como ela consegue?”

Well, agora vida real…

Fui dormir quase uma da manhã, na noite anterior, e acordei às 6 da matina pra fazer o bendito do café da manhã especial, antes que todos acordassem.

Separei os ingrediente e bati a massa, tentando não fazer muito barulho. Resolvi fazer só a metade da receita que, ainda me fez utilizar quase todas as tigelas, colheres e medidores que eu tenho em casa. Terminei com a pia cheia de louça.

Adicionei o corante de alimentos, no final, para dar aquela cor rosinha como as que eu havia visto no post do Pinterest, no qual me inspirei.

Na hora de fritar, consegui fazê-las bem pequenas e redondinhas, quase igual às do post! – ao menos as seis primeiras, que acabaram indo para o lixo porque ficaram salgadas. Acho (não, tenho certeza) que errei a proporção em alguns ingredientes, como o sal…

As outras que vieram, depois que tentei consertar a receita, iam ficando cada vez mais tortas, pela pressa de terminar logo aquela porcaria.

Mas até que fritaram rapidinho. Porém, por serem tão pequenas, tostaram rápido e ficaram mais com cara de bolacha, daquelas tipo Maria, do que panqueca.

E a cor? Bem, elas seguraram a cor rosa, enquanto massa. Depois de fritas, mudaram para um marrom meio avermelhado, tipo cor de salsicha frita. Um horror. A Alicia tentou consertar dizendo que “panquecas marrons ficam ótimas para Valentine’s Day, mamãe”. Sei.

A cor de bosta, aliada ao gosto duvidoso, fez com que a Alicia meio que perdesse o interesse pelo café da manhã tão lindo. Acabou no pão com manteiga e queijo de cada dia.

Só quando marido e filha me deram meu cartão de Valentine’s Day, me dei conta de que não havia comprado nada pra nenhum deles. Nem um cartãozinho! Que mãe insensível é essa?????

E, na correria, ainda me esqueci de colocar a mistura na marmita dela (podia falar almoço, mas é marmita mesmo, vamos combinar?). Lá vai sair correndo e colocar uns veggie nuggets pra assar, torcendo pra que dê tempo de chegar no horário, na escola, e não passar vergonha na secretaria.

E assim foi nosso café da manhã especial para o Valentine’s Day!

Poderia ter colocado somente as fotos e deixado a impressão de que tenho uma vida de Instagram/Pinterest (apesar da cara horrível das panquecas!), mas acho isso uma puta sacanagem, e não é pra isso que o Alicia e Outros Papos existe. Muito pelo contrário. Por isso o post.

Um Feliz Valentine’s Day a todos. O meu, apesar do fiasco do café da manhã, e devido a ele, porque me rendeu boas risadas escrevendo este texto, está sendo maravilhoso (até eu chegar em casa e ter que enfrentar a pia de louça que ficou me esperando) 😨❤️

Leave a Reply

Required fields are marked*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.